Ser de infinitas possibilidades, o que é isso?

Ser de infinitas possibilidades, o que é isso?

Parece tudo muito subjetivo, mas é isso mesmo! Somos seres de infinitas possibilidades e o universo, ou seja, a vida trabalha dessa forma.

Quando desejamos que algo aconteça, estamos na expectativa de que determinada situação se concretize ou até mesmo do retorno de algum plano que traçamos. Procuramos alternativas e traçamos caminhos que podem ser percorridos para que aquela meta seja cumprida referente às variadas situações que nos remete à expectativa do futuro.

Ao pensarmos nos meios possíveis que temos ou que podemos ter, estamos “limitando” o universo em trabalhar para realizar aquele desejo ou nosso objetivo.

Nossa visão dentro da terceira dimensão é muito limitada, portanto não compreendemos todas as infinitas possibilidades, caminhos e alternativas que a vida pode utilizar, os infinitos recursos para que consigamos nossos objetivos.

Na medida em que pensamos em soluções e alternativas para alcançarmos o que desejamos, impedimos o fluxo energético e seu acesso até nosso campo. É como se estivéssemos com uma artéria ou veia do nosso corpo bloqueada, impossibilitando aquele sangue, ou energia fluírem.

Infinitas possibilidades são alternativas e formas diversas da manifestação e realização dos desejos, é a linguagem com que o universo utiliza para se comunicar conosco.

Esses questionamentos vão de encontro aos ensinamentos de Jesus, como em (João 10:34) no momento em que disse “Vós sois deuses”, com o complemento “podem fazer o que eu faço e muito mais…”.

Somos capazes de alcançar conquistas nunca imaginadas, realizar grandiosidades em nossas vidas e concretizar sonhos mais difíceis. No entanto, não acreditamos nisso, não temos fé o suficiente em nós mesmos e não dando crédito às forças que possuímos, mesmos diante do que Jesus nos disse.

Tudo é possível na medida em que fazemos a nossa parte e deixamos o universo fazer a dele.

Quando refletimos sob a pergunta à seguir, vemos o quanto somos limitados e sabotados de nós mesmos diante das escolhas: “Será que um ser infinito, escolheria verdadeiramente isso?”

Deixo à vocês essa reflexão para que possam reciclar os pensamentos, abrindo espaço para maiores possibilidades!

Gratidão imensa!

Fernanda Cardoso

No Comments

Post A Comment